Análise de DadosMarketing

3 técnicas usadas por partidos políticos que você pode usar para aumentar a aquisição de clientes

Qual os segredos de um marketeiro político?

As mesmas técnicas de análise de dados que os partidos políticos nacionais usam para impulsionar votos, podem ser usadas para impulsionar o crescimento do número de clientes.

A eleição passada influenciou as pessoas de várias maneiras, tanto boas como ruins. Uma das tendências políticas emergentes, porém, que não está na vanguarda da mente das pessoas, é o uso da análise de dados. Os dados são uma parte fundamental da eleição e tem sido para vários ciclos eleitorais, como as pesquisas que servem como a principal fonte de análise, a importância da análise de dados digitais pode facilmente ser ignorada.

Aqui estão apenas algumas maneiras de aproveitar as mesmas ferramentas e tecnologias que os partidos usam para direcionar os eleitores e aumentar sua base de clientes:

1 – Localização e Análise Demográfica

Diferentes bairros tendem a atrair pessoas que se enquadram em grupos demográficos semelhantes. Embora seja óbvio para a maioria dos pequenos empresários, eles nem sempre alavancam os dados que cercam esse fato para influenciar o marketing / publicidade. Antes de decidir onde gastar dólares de marketing, seja via offline (rádio, anúncios em papel, quadros de avisos, etc) ou on-line (mídias sociais, site, etc), dê uma olhada em quem é seu cliente através do endereço da empresa. Se você tem códigos postais dos clientes, olhe para a cidade ou estado que vivem e use isso como uma base para entender melhor quem realmente é o cliente.

2 – Análise de mídia social (feito corretamente)

Todo mundo hoje está olhando para as mídias sociais para tentar crescer. Uma empresa pode gastar muito dinheiro, embora com muito pouco retorno, se não alavancarem as mídias sociais da maneira correta. Comece com uma série de pequenos “experimentos”, publicando informações como mensagens em diferentes canais de mídia social, e então meça o impacto sobre as vendas (não tráfego e likes). Depois de determinar o que gera mais receita, expanda essa abordagem à medida que você analisa os resultados até o tráfego diminuir e, em seguida, repita o “experimento” em um mês ou dois.

Há uma série de ferramentas que são fornecidas através de plataformas de anúncios, como o Google AdWords, que você pode usar para analisar a eficácia das campanhas. Antes de inscrever-se para um serviço pago que é caro, considere se as ferramentas gratuitas podem dizer-lhe o suficiente sobre o que está funcionando para depois começar as campanhas.

Se você não vender seus produtos ou serviços nacionalmente, não anuncie nacionalmente. É fácil mergulhar na análise de mídia social e não segmentar pessoas por perto, o que se traduz em muitos gostos, mas não muita receita para mostrar se você confia no tráfego do seu site para impulsionar as vendas. Certifique-se de que você está direcionando as pessoas que podem fazer a diferença para o seu negócio ou apenas melhorando a popularidade on-line da sua empresa.

3 – Separando bons e maus clientes

Na política, quem aparece para apoiar o candidato na cidade precisa ser “convertido” em voluntário ou apoiador da campanha. Na sua empresa considere analisar as vendas passadas para descobrir quem você está incentivando e o porquê, para certificar-se de que você está criando incentivos para o cliente certo ou estimulando um mau comportamento (por exemplo: dar cupons para os clientes que só fazem compras quando há uma promoção acontecendo X dar cupons para clientes que acabam comprando mais produtos com o valor normal).

Muito cuidado com promoções pois quem compra neste tipo de campanha na maioria das vezes não comprará com valor normal, pois não são clientes fiéis e sim de ocasião, ou você quer que sua empresa fique conhecida apenas pelas promoções? Lembre-se, venda valor e não preço.

Existem várias outras maneiras de começar a garimpar dados para expandir o seu negócio. A chave é começar pequeno e medir o retorno sobre o seu investimento antes de se inscrever em serviços mais caros que podem ser mais difíceis de entender.

Fonte: technoteinc.blogspot.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *